Karol Conka defende garotas assediadas por turista em hotel cinco estrelas do Rio de Janeiro

Na última segunda-feira, Karol Conka testemunhou um caso de assédio sexual em um importante hotel do Rio de Janeiro. A cantora estava na área da piscina quando viu um estrangeiro “passar a mão” em duas garotas, segundo palavras da própria em seu Instagram. Karol ainda disse que o homem ofendeu as meninas e mostrou os órgãos genitais para elas.

Em uma segunda postagem, a rapper curitibana afirmou que a segurança do hotel não tomou nenhuma atitude que realmente resolvesse a situação, e então ela própria acabou partindo para cima do turista e acertando um golpe em seu rosto. “Dei na cara dele”, relatou Karol, que foi contida e repreendida pelos seguranças.

Ela finalizou as postagens, que ocorreram no Stories de seu Instagram, dizendo que as pessoas devem reagir quando presenciarem este tipo de situação. “ Não fique ao lado do agressor”, arrematou.

Mariah Carey é acusada de assédio moral, sexual e calote por ex segurança

A onda recente de divulgação de escândalos sexuais ganhou um novo capítulo envolvendo uma diva da música pop. Segundo o polêmico site TMZ, especializado em notícias sobre celebridades, Mariah Carey está sendo acusada de assedio moral e sexual por Michael Anello, ex segurança da cantora.

Em entrevista ao site, Anello afirmou que Mariah humilhava a ele e outro colega de trabalho, afirmando que eles eram “nazistas” e “membros da Ku Klux Klan”, grupo extremista norte-americano. O segurança ainda garantiu que não recebeu integralmente o que era previsto em contrato.

Sobre o caso de assédio sexual, Michael Anello citou um caso que teria acontecido no México, quando a cantora teria solicitado sua ajuda no quarto de um hotel onde estava hospeda. Ao chegar no local para atender o chamado, o segurança teria se deparado com Mariah trajando um robe transparente aberto. Ele afirmou que tentou sair do quarto, mas que a cantora insistiu no pedido de ajuda, e que não teria acontecido contato físico entre os dois.